Páginas

15 de fevereiro de 2012

Brastemp, nunca mais...


Em casa tenho um staff que me auxilia na organização da casa.
Entre eles: Belinha e Lindinha.
Belinha, a máquina de lavar roupas, da Eletrolux.
E Lindinha, a máquina de lavar louças, de 12 serviços, da Brastemp.
Em setembro de 2011, mudei para meu novo apartamento e a equipe que fez a mudança, não sei como, arrebentou a mangueira de entrada de água da Lindinha, minha máquina de lavar louças.
Aí começou a minha peregrinação com a Assistência Técnica Autorizada Serv Oeste.
O problema não é com a máquina em si. Mas a morosidade da assistência técnica. Quando você compra um produto, por melhor que seja, uma hora você vai precisar da Assistência Técnica.
A Assistência Técnica da Eletrolux é muito mais ágil e sempre resolveu meus problemas com Forno microondas, fogão, geladeira e máquina de lavar roupas, super rápido.
Em setembro eu liguei e narrei o problema da mangueira. Dei a marca e série do produto (foto) e encomendei a nova mangueira.
Em outubro, liguei cobrando a solução do problema.
Em novembro de 2011, liguei novamente, já indignada. Me disseram que não havia a peça na Brastemp, e me deram um número para eu ligar na Brastemp.
Falei com todos os funcionários do local, ninguém sabia informar quando ficaria pronto o serviço.
Por fim, pedi para falar com a dona da Assistência Técnica Autorizada.  Minha real vontade era dizer que naquele lugar o atendimento era péssimo, mas me contive e disse apenas que não estava acreditando na demora em consertar uma simples mangueira.
Ela me disse que não sabia do problema com a minha máquina, pediu desculpas e que cuidaria pessoalmente do assunto (da simples mangueira...). Foi muito educada.
Bom, pensei, agora vai...
Em dezembro, nada. Liguei novamente e me disseram que o pedido havia sido feito, mas que a Brastemp é que estava atrasada em entregar. Informaram-me o número do pedido e um 0800 para eu falar direto com o SAC da Brastemp.
Finalmente a mangueira chegou e o técnico veio instalar.
Ele me chamou para que eu visse a máquina funcionando, fiquei feliz e fui até a sala para fazer o cheque. Eles me deram até desconto pela extrema demora.
No final de semana, toda feliz, fui usar a máquina e ela não ligou.
Chamei um eletricista e ele disse que a tomada era 220 volts e a máquina era 120 volts, então a máquina estava queimada. Não acreditei... O Técnico não havia testado a tomada e ligou a máquina de 120 volts em uma tomada de 220 volts. E o pior, não me disse nada.
Lá fui eu de novo ligar para reclamar...
A Saga de Lindinha estava longe de terminar...
O técnico retornou à minha casa e disse que a culpa era minha, pois eu teria que tê-lo avisado que a tomada era 220 volts.
Mas como se eu não sabia? Não sou técnica, nem eletricista e não conhecia aquela tomada, pois acabei de comprar o apartamento. Nunca usei a máquina no novo apartamento. E mais, se tivesse usado a máquina naquela tomada, ela certamente não ligaria com o técnico...Enfim, um transtorno.
O técnico levou minha máquina em dezembro e até hoje, dia 15 de fevereiro de 2012, não há nem previsão do conserto.
Liguei na Serv Oeste, me disseram que a placa queimou e que o conserto ficaria em R$ 500,00. Na outra semana, falei com a dona, e ela me disse que me informaram errado o valor. O conserto ficaria em R$ 376,00.
Decepção total com o descaso e despreparo da equipe da Assistência Técnica Autorizada Brastemp.
Dá vontade de comprar uma máquina nova e dessa vez, de outra marca que não seja Brastemp...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Eu e minha irmã Valéria, festando claro!

Eu e minha irmã Valéria, festando claro!
Ocorreu um erro neste gadget