11 de fevereiro de 2011

Sensatez

Ando sobre marés...
as águas levam o tempo
e o tempo nada me traz.
Você, insistentemente,
querendo sobrevir à obliquidade
do meu pretenso auto-controle.
E por que não?
Surja,
rompa distâncias,
desafie hipóteses,
divirta-se volatizando retóricas
de alguma sensatez.
Se pensa, se aposta,
eu junto uns possíveis
com vastos quereres
e dezenas de talvez.
No espelho,
uma esfinge desnuda e atônita
espectadora do elo
com o acaso surreal.

4 comentários:

  1. Anda pintando com palavras?!?!

    Belo quadro!!

    Um ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada querido amigo!! Ótimo fim de semana a você! Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o seu espaço, gostei bastante, parabéns!

    Beijos,
    Geraldo.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita Geraldo!! Volte sempre!!! bjos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Invisível

Você está ali. Todos os dias, você está ali. Você faz o que tem que ser feito. Você apoia, você está presente. Mas o outro não t...