29 de novembro de 2011

"Os 10 piores alimentos de todos os tempos para a saúde".


Os 10 piores alimentos de todos os tempos para a saúde, segundo a lista divulgada pela nutricionista canadense Michelle Schoffro Cook - da Organização Internacional de Consultores de Nutrição, da Sociedade Internacional de Medicina Ortomolecular e da Sociedade Canadense de Medicina.
lugar: Refrigerante Diet. "O pior alimento de todos os tempos", diz Dra. Michelle. Segundo ela, como se não bastassem todos os problemas dos refrigerantes tradicionais, as versões diet contêm aspartame, agora rebatizado como "AminoSweet" - produzindo "efeitos que podem ser confundidos com Alzheimer, síndrome da fatiga crônica, epilepsia, esclerose múltipla". Sem contar serem capazes de provocar ansiedade, compulsão alimentar, depressão, enxaqueca, hiperatividade, insônia, palpitação cardíaca, perda auditiva, tontura.
lugar: Refrigerante. Segundo pesquisa do Dr. Joseph Mercola, "uma lata de refrigerante possui em média 10 colheres de chá de açúcar (150 calorias), entre 30 e 55 mg de cafeína, corantes artificiais e sulfitos". Não fosse pouco, "a bebida é muito ácida, ruim para rins e ossos".
lugar: Donuts. Por possuírem grande quantidade de gordura trans, "o pior tipo de gordura que você pode ingerir", provocam doenças cardíacas, câncer, diabetes e obesidade.
lugar: Cachorro-quente. O vilão aqui é a salsicha, uma carne processada rica em nitrito de sódio - substância cancerígena que "pode aumentar o risco de câncer do pâncreas e do intestino". Além de hipertensão.
lugar: Bacon. Seu consumo "aumenta o risco de doenças cardíacas em 42%, e de diabetes em 19%". Estudo da Universidade de Columbia descobriu, mais, que pode provocar doenças pulmonares.
lugar: Salgadinhos de batata. Não tem vitaminas, nem minerais, só gorduras. "Não têm nenhum benefício nutricional".
lugar: Batata frita. Rica em gorduras trans e em acrilamida, "uma das mais potentes substancias cancerígenas, que aparecem quando as batatas são aquecidas em altas temperaturas".
lugar: Pizza. Apesar de entrar nessa lista, nem todas as pizzas são nocivas à saúde. Só as congeladas, vendidas em supermercados, por serem ricas em conservantes. O vilão dessa pizza é a farinha branca usada na sua massa, "logo absorvida pelo organismo e transformada em açúcar puro".
lugar: Salgadinhos de milho. Por serem todos fritos, provocam obesidade e aumentam o nível de açúcar no sangue. E não aproveitam as fibras do milho, tão benéficas à saúde.
10º lugar: Sorvete. Normalmente contem açúcar, aromatizante artificial, corantes e gordura trans, aumentando o nível do colesterol ruim. 
E então...? Viu alguma novidade?

23 de novembro de 2011

EU E HASHIMOTO


Tudo começou, quando, alguns meses atrás, reparei que meu pescoço estava inchado em algumas fotos.
Depois, caminhando em um parque, uma amiga me disse que eu havia engordado.
Procurei um médico otorrinolaringologista, pois imaginei que fosse um inchaço nas cordas vocais.
O médico apalpou minha tireóide e disse-me que a mesma estava alterada. Pediu que eu realizasse uma ultrassonografia da tireóide.
Dias depois, realizando o exame de ultrassom, o médico disse-me que minha glândula da tireóide estava alterada e que poderia ser Mal de Hashimoto.
Mal de Hashimoto? Quem é esse?
O médico então, explicou-me tratar-se de hipotiroidismo. Ocorre quando a tireróide deixa de produzir hormônios suficientes para o pleno funcionamento do metabolismo.
Resultado: muito cansaço físico e ganho de peso.
O médico do ultrassom me encaminhou para um endocrinologista, que me pediu uma série de exames de sangue.
Os exames de sangue confirmaram o hipotiroidismo – Mal de Hashimoto. Existiam nove mil anticorpos atuando na minha tireóide para combater o mal. Por isso o cansaço freqüente, desânimo, metabolismo lento, ganho de peso.
Esse processo de diagnósticos durou uns três meses e agora estou em tratamento, com o medicamento Syntrhoid de 25mg.  Daqui uma semana, farei novos exames de sangue, para ver se o medicamento está resolvendo.
Prossigo com meus exercícios físicos, com fé em Deus e com a esperança de melhorar.
De vez em quando, a vida nos dá um susto. O único jeito é reagir e buscar resolver o problema.
Sou grata às minhas colegas do curso de Inglês, que foram solidárias à minha tristeza e minhas lágrimas, quando descobri o tal do Mal de Hashimoto. Me deram força e me encorajaram em um momento em que me senti muito frágil!
Obrigada a todos pelo carinho em compreender meu sumiço. Um pouco, foi em razão do descrito acima. Abraços e até a próxima!

5 de outubro de 2011

Vida



A vida é uma doce viagem e a cada dia,
nos convida para uma nova partida.
Com dias bons,
outros nem tanto...
Mas  sempre nos dá a  chance de festejar muitos recomeços.

Carmen Eugenio

23 de setembro de 2011

UNIVERSO 'P'


APENAS A LÍNGUA PORTUGUESA NOS PERMITE ESCREVER ISSO...

Pedro Pau...lo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas. Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. Pisando Paris, permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se. Por profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses.

- Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo. - Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paul o procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas. Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias?

- Papai, proferiu Pedro Paulo, pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal. Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.

... Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando... permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto pararei.


E você ainda se acha o máximo quando consegue dizer: O Rato Roeu a Rica Roupa do Rei de Roma?
(Carlos Alberto Martins)

14 de setembro de 2011

EU


"Amo achar algo engraçado
convivo com o pouco explicado.
Esqueço mal-entendidos.
Enxergo meu reflexo.
Coexisto também com o sem-nexo."
 Carmen Eugenio

13 de setembro de 2011

O Fígado na visão da Medicina Tradicional Chinesa

Eu tive hepatite (não sei de que letra, A, B ou C) aos 10 anos de idade. Lembro-me que fiquei 30 dias internada em um hospital infantil e mais dez dias de cama, em casa. Além dos remédios, meus pais me davam chá e banho da folha de uma planta chamada picão.
Todos os dias, em casa, sem poder sair da cama, a senhora que trabalhava conosco, trazia para mim, claras em neve batidas com açucar. No primeiro dia eu adorei. No segundo dia também. No terceiro e restantes, eu deixava no prato. A senhora comia tudo o que restava. Eu pensei: deve ser sério a doença que eu tenho, porque tiraram até meus irmãos de casa. Ficamos eu, papai, mamãe e a empregada. Não sei como ela não pegou a doença, pois comia tudo o que eu deixava no prato... Essa história me marcou, porque foi uma quarentena e tanto... Hoje, li um artigo sobre o fígado. Achei importante conhecer a abordagem da Medicina Tradicional Chinesa e resolvi compartilhar com vocês. O texto é muito interessante e reproduzo a seguir:

7 de setembro de 2011

Castelo de Areia



O Castelo era de Areia
mas, mesmo frágil,
abrigava uma existência.
Emoções nasciam entre aquelas paredes.
Algumas ruíram.
Apesar da vulnerabilidade,
Aquela inquietação não cedeu ao perigo iminente.
E mesmo quando tudo escureceu
Restou um canto incandescente
Que insistia
no recomeçar de cada grão.
(Carmen Eugenio)

Presença

"Não sei se preciso da sua presença
Ou se a invento"

Carmen Eugenio

ENTREGA

Eu viajo pelo seu cheiro
E imagino o sabor da nossa aventura.
É difícil resistir a tamanha atração.
É humanamente irresistível
seu poder de persuasão.
É incontrolável.
Não consigo desviar,
Despistar,
ou negar o óbvio: sou louca por você.
Fico imaginando as conseqüências de uma entrega frenética:
Você, vivendo em cada curva do meu corpo,
Consumindo cada fração de pensamento.
Irrepreensível, magnético.
Sem fuga de paradigmas, estereótipos ou cliches:
Eu Te Desejo.
Te quero em minhas mãos,
em minha boca,
impregnando minha existência.
Não sei se preciso da sua presença
Ou se a invento
Se a anseio...
Mas, jamais
Terás minha indiferença
Porque é sentença, ainda que pecado...
Eu te adoro, Bolo de Chocolate.

(Carmen Eugenio)

15 de agosto de 2011

SOLIDÃO



Solidão não é a falta de gente para conversar,
namorar, passear ou fazer sexo...
isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos
pela ausência de entes queridos que não podem
mais voltar...
isto é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário que a gente
se impõe as vezes, para realinhar os pensamentos...
isto é equilíbrio.

Tampouco é o claustro involuntário que o destino
nos impõe compulsoriamente, para que revejamos a
nossa vida...
isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
isto é circunstância.

Solidão é muito mais que isto...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos
e procuramos em vão, pela nossa alma!

Fátima Irene Pinto:
http://www.fatimairene.com/

Além do site da autora, coloquei mais dois, entre os muitos sites que já editaram o texto Solidão, entre outros textos da poeta. Cliquem nos links:

http://www.fatimairene.com/poesia/solidao.htm
http://www.humancat.com/Solidao/solidao.htm
http://www.fofaslides.com.br/pps/mensagem.php?id=7041

Há um bom tempo que a poeta/escritora Fátima Irene Pinto,
vem passando pelo constrangimento de ver seu tocante poema "Solidão" amplamente divulgado, por toda a net como sendo de autoria do Chico Buarque de Holanda, o qual, provavelmente,nem tem conhecimento do assunto.
Estou colaborando para desfazer o equívoco.

10 de agosto de 2011

As pessoas complicam as coisas



Me acho uma pessoa bem simples de alma.
Coisa de essência mesmo...
Costumo dizer isso a quem me conhece...
gosto do ar puro, da natureza, das pessoas, valorizo sentimentos....
Eu gosto de ler pessoas
Sem qualquer empáfia de querer decifrá-las
Mas , talvez, bebê-las na fonte...
Eu tenho dificuldades com questionamentos sem fim...
Por que tantas perguntas?
Tantos detalhes
Considero desnecessários...
Mas , respeito as diferenças
E posso me apresentar melhor:
Eu gosto de ouvir música
eu tenho um violão,
de ir ao cinema
de andar na praia...
E colocar os pés no rio que corre.
Viajar, é algo mágico para mim.
Eu gosto de caminhar no parque
E andar de bicicleta...
Amo incondicional e profundamente meus filhos
Quero merecer a dádiva de receber o seu respeito
Vê-los crescer e ajudá-los a descobrir caminhos...
Acho fascinante o nascer do sol
E os sabores dos encontros
Preciso de sorrisos.
E olhares, que perfumam a trilha...
Abraços, que fortalecem nosso ser...
Preciso conviver com a arte, que moldura os dias
Sou o deleite pop de Romero Britto
o lúdico de Manoel de Barros...
as guaranias de Paulo Simões
no meu peito, ainda pulsam os Taróis de Denise Dal Farra.
E eu vou seguindo pela vida,
Ora mansa, ou com alguma pressa
Enquanto ela me quiser por aqui...

Carmen Eugenio


30 de julho de 2011

DESTINO



Ás vezes, o acaso bate à sua porta.
Mas quando você pergunta quem é, ele responde: destino...
Eu ando distraída,
alegrias e interludios,
se alternam em minhas razões
Acomodam-se em horizontes
e me chamam à vida.
Como se tudo fosse passageiro
Um cenário móvel.
Sinto não ter vocação para montanha -
observo pouco.
Há uma vontade contemplativa
e mutante ao mesmo tempo.
Sem medo do desconhecido,
sigo abrindo portas,
conhecendo pessoas,
lendo sorrisos.
Essa gama de matizes
que tornam o hoje, um repente
o amanhã, um todo de incontáveis e possíveis rumos.

15 de julho de 2011

PARQUE DAS NAÇÕES INDÍGENAS



“Lá vento é mágico.
Venta muito, e tanto, e sempre.
O lago encanta
O verde chama
A natureza é suprema
Vi quatis brincando
Uma capivara se banhando
O rio prosa passando pelo parque.
O rio não passa. Passeia.
Como todos os que lá estão...”

Há um tempo que não o visitava,
E agora o Parque tem ciclovia, parque para crianças, banheiros limpos.
Cada portão tem o nome de uma aldeia indígena: Kaiowa, Ñandeva, Kadiwéu, Guaicuru, Terena.
Está todo sinalizado para ciclistas e pedestres.
Muito organizado.
Para garantir a segurança, um posto da Polícia Militar foi instalado dentro do Parque.
Dispõe de quadra de esportes, pátio para skate e patins, sanitários (limpos), pista asfaltada para caminhada de quatro mil metros.
Dentro do Parque há o Museu do Índio, Museu de Arte Contemporânea (MARCO), Museu de História Natural, além do Monumento do Índio e a Concha Acústica Helena Meireles onde acontecem diversos espetáculos.
O parque está localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, na cidade de Campo Grande-MS. Possui 119 hectares. Muitas vezes, encontramos capivaras e quatis passeando por lá.
Enfim, um lugar de lazer incrível, que nos proporciona momentos de relaxamento e bem-estar!
Horário: Terça a Domingo, das 6 às 21 horas.











7 de julho de 2011

TRANSLÚCIDA


Nem sempre somos o que parecemos
Nem o que aparecemos
Mas o resultado de acontecimentos
Diversos,
Adversos,
Perversos,
Complexos
Perplexos
Sobrevivemos do que algumas ilusões orquestraram
 ou ocasiões sugeriram.
Ilusões, fantasias, devaneios
Encontros, êxtases, decepções.
O que importa, é não perder o embarque
A  próxima aventura pode começar nesse instante.
O que conta, é carimbar sua história com coragem
e com a vontade de quem acredita que muita coisa pode dar certo
Coexistindo com os medos, tropeços,
e festejando alegrias,
Se despencar,
 não demore no desmoronar.
Quem sabe essa história
 ainda tenha um final feliz...
Quem não quer?
(Carmen Eugenio)

4 de julho de 2011

Belmar Fidalgo

Caminhar é uma das minhas grandes alegrias.
Quando não estou em minha academia particular, que montei em meu apartamento para compor meus horários devido à falta de tempo, gosto de andar pelos parques de Campo Grande-MS.
A Praça Esportiva Belmar Fidalgo, sobre o qual falarei hoje, é um dos meus locais prediletos.
O exercício físico ao ar livre é muito mais gostoso. A caminhada olhando para as árvores e as Palmeiras Imperiais, é terapêutica. Aniquila a ansiedade e as indesejáveis celulas adiposas, fontes de grandes aborrecimentos.
Sua localização é central e o circuito da pista para caminhada é enxuto, 425 metros.
A Praça  Belmar Fidalgo possui duas quadras poli esportivas, arena para quadras de areia, pista de cooper, banheiros (limpíssimos!!!! Coisa rara em um lugar público), duchas, campo de futebol suíço, playground infantil, área para ginástica,  sede administrativa, muito verde e muita iluminação.
Eu adoro estar lá e o lugar é muito frequentado. Há policiamento da guarda municipal, o que nos transmite muita segurança. O horário de funcionamento é das 5h às 21hs.
Quando vier a Campo Grande, já fica a dica de um lugar legal para passear e se exercitar!






3 de julho de 2011

ROMANCE




Eu quero ser sutil
Mas que minha sutileza não pareça ingenuidade.
Eu olhei para o céu hoje
Pois ao redor não via você.
Eu esperei ver novamente seus olhos
Seu sorriso
Ouvir sua voz
E pensei: quando queremos muito ver alguém
Ou o tempo não passa...
Ou passa rápido demais.
Eu sou alguém que não aceita o impossível.
Em algum momento serei resgatada,
Com vida,
Daquilo que não gosto, daquilo que me ignora,
do que me sufoca, do que me afoga.
Levarei comigo o mesmo céu que me acalentou.
E a vontade de viver um romance
Com algodão doce e maçã-do-amor.
Andar de mãos dadas e entender o segredo do olhar.
Abraçar apertado, compassado, dançar.
Caminhar sem pressa, pois toda a espera
Acabou por se justificar.
(Carmen Eugenio)

12 de junho de 2011

EU NÃO SEI VOAR (Tati Bernardi)


Ela pisou sem dó no meu meio sorriso, fazendo ele virar um pavor inteiro e verdadeiro.
Eu canso dos meus meio sorrisos tanto, tanto, que prefiro que a vida seja assim mesmo. E aí me pergunto se chorei de tristeza profunda ou alegria libertadora, o que acaba dando no mesmo porque minha profundidade me liberta.
A barata preta, enorme e voadora posou no canto da minha boca. E eu pude chorar todos os meus medos no seu sofá e eu pude ficar curvada do jeito que a minha sombra, que só eu vejo, é. E eu pude borrar todos os meus disfarces e ficar feia sem culpa, porque a dor consegue ser sempre maior do que qualquer culpa, por isso o meu vício em sofrer.
Eu chorei a nossa imperfeição, eu chorei a saudade enganada da nossa perfeição, eu chorei a nossa necessidade de não se largar, eu chorei a nossa necessidade de se largar, a nossa necessidade de fugir do mundo em nós e a nossa necessidade de fugir de nós encontrando amigos.
Eu chorei o nosso ego que sempre tem respostas para tudo e não pode perder, chorei o nosso silêncio cansado de perguntas e desprovido de interesses, a pobreza do mundo que nos impossibilita de sermos felizes sem culpa, a falta de simplicidade que eu tenho para ser feliz e eu chorei o espaço da nossa alma que ainda falta evoluir.
Eu chorei o nosso medo de não sermos o que sonhamos. Eu chorei o medo que eu tenho de não ser quem você quer e o medo que eu tenho de ser exatamente o que você quer.
Eu chorei porque precisava de colo, porque precisava te mostrar a minha fragilidade escondida no meu mau-humor. Eu chorei de birra do meu lado homem.
Eu chorei porque vez ou outra ele ainda bate na minha porta e eu o deixo entrar, e eu sei que isso é medo do tanto que você habita todos os lugares.
Eu chorei porque eu te amo mas eu não sei amar. Eu chorei porque eu sempre canso de tudo e tudo sempre cansa de mim. Chorei de cansaço profundo de sempre cansar de tudo e tudo sempre cansar de mim.

10 de maio de 2011

A colisão no estacionamento do Supermercado

Dia das mães fui fazer umas compras no Wal Mart.
Na volta para o estacionamento, havia um carrinho de compras jogado em cima do meu carro, o que ocasionou danos na porta do mesmo. A porta estava amassada e arranhada.
Fiquei chocada e achei a cena inacreditável.
Guardei as compras e subi em seguida para procurar solucionar meu problema.
Fui atendida por um senhor do setor de ‘Prevenção’ .
Perguntei, já chorando, se o estacionamento possuía seguro ou se pelas câmeras poderiam identificar o ‘doido (a) ‘ que fez aquilo. Não tem outra palavra. Aliás, até tem. E muitas. Mas prefiro me conter.
Na verdade, eu achei um absurdo, uma estupidez sem tamanho. E a gente sempre vê alguém jogando o carrinho do supermercado, de qualquer jeito dentro do estacionamento, depois que o esvazia.
Por sorte, o funcionário do Wal Mart foi muito gentil. Me pediu cópias dos meus documentos, três orçamentos de oficinas mecânicas para, então, montar um processo para o conserto do meu carro.
Fica a lição.
Agora, só irei à supermercados ou estabelecimentos que eu souber que tenha seguro. Vai que aparece outro maluco (a) para amassar meu lindo carrinho (o Pipôco)...

4 de maio de 2011

SER MÃE

Não é fácil ser mãe.
Mas a cada dia, quando minha filha me acorda percebo em seus lindos olhos, algo maior que eu mesma.
Percebo que mais uma vez, Deus me convidou para participar do milagre da vida e meu único trabalho é saber agradecer e vivê-lo intensamente.
Há cinco anos recebi um presente de Deus.
Uma estrela, que recebeu o nome de Stella!
Senhor, obrigada pelos meus filhos, Sthéfano e Stella.
Que o Senhor continue abençoando-os abundantemente e que nos dê vida longa para continuarmos por muito tempo unidos em Seu Amor.
Obrigada pelos seus sorrisos, olhares e abraços!
Obrigada  por descobrir neles a centelha de Seu próprio amor.
Parabéns a todas as mães, por festejar a vida em sua forma mais sublime – a perpetuação, pois Deus deposita em nós a missão de acalentar a sua Criação!

28 de março de 2011

A importância de um Abraço



Um dia desses, eu andava pelo shopping e ao subir a escada rolante fiquei observando duas pessoas que se abraçavam demoradamente.
Acredite, me fez bem só de olhar. Acalentou-me por toda a tarde, aquela manifestação de carinho.
Um gesto suave, um forte abraço.
Imaginei que quentinho, caloroso, deveria estar.
Durante o tempo em que eu subia as escadas, não consegui desgrudar meus olhos daquele momento único, demorado...
Notei que outras pessoas olhavam. Um abraço apertado é algo tão bom que contagia de carinho quem está por perto.
O abraço em si é uma troca intensa de energias.
Eu tenho uma amiga, que não gosta de dar a mão para cumprimentar. Abraçar então, nem pensar. Ela crê que trata-se de um furto de energia. Imagine...
Não se prive de um abraço. Não prive ninguém do seu abraço. Um abraço sincero, tem um efeito terapêutico, restaurador, porque nos faz sentir seguros, nos dá confiança, nos valoriza e nos dá força. É um ‘Tudo de Bom’ que nos faz feliz e nos deixa com sentimentos positivos.
Não me lembro de haver presenciado um abraço tão longo e especial, assim, em público.
Só de olhar, senti ternura em meu coração.
Só de olhar me fez bem!
Valeu!

13 de março de 2011

Amor e Liberdade

"As pessoas precisam de mais amor, que de julgamento.
As pessoas precisam de mais carinho, que de críticas.
Mais de afeto, que de objetos.
 As pessoas precisam de mais perdão.
Perdoe. Perdôe-se. Liberte-se."
 (Carmen Eugenio)

Qual a sua cor preferida?


Até outro dia, eu responderia de imediato esta pergunta.
Mas hoje não consigo.
A vida, feita de ciclos, está mudando novamente. Eu devo estar encerrando ou iniciando mais um deles.
Nem sempre a transição de ciclos é pacífica ou alentadora. Ás vezes é pontuada por rupturas.
E rupturas são dolorosas.
Mudar, geralmente, dói. Mas é necessário.
Principalmente, quando algo não está tão bom, quanto você gostaria que estivesse.
Então, é preciso coragem. E é preciso coragem para promover mudanças em você. Desista de querer mudar os outros. Isso é pura ilusão.
 Mudanças são vôos solos.
A grande vilã desse processo, tão natural, é a rotina. A rotina acostuma, acomoda, tiraniza. Nos faz ter medo do novo.
Há dias que nos falta ânimo até para sair da cama. Mesmo assim, abra a janela e deixe a luz do sol inundar seu espaço, seus passos, sua vida. Essa força, te fará companhia quando sentir solidão ou fraqueza.
As pessoas precisam de mais amor, que de julgamento.
As pessoas precisam de mais carinho, que de críticas.
Mais de afeto, que de objetos.
As pessoas precisam de mais perdão.
Perdoe.
Perdôe-se.
Liberte-se.
Abra espaço para o novo.
Respire profundamente, os ares da esperança.
Ainda que o cenário permaneça o mesmo, seus pensamentos estarão mais leves, sua alma mais serena, seu coração renovado.
É um outro ciclo que te abraça e inaugura um novo ser!

Carmen Eugenio



"Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses."
Rubem Alves

8 de março de 2011

MULHER - Carlos Drumond de Andrade


Para entender uma mulher
é preciso mais que deitar-se com ela…
Há de se ter mais sonhos e cartas na mesa
que se possa prever nossa vã pretensão…
Para possuir uma mulher
é preciso mais do que fazê-la sentir-se em êxtase
numa cama, em uma seda, com toda viril possibilidade… Há de se conseguir
fazê-la sorrir antes do próximo encontro
Para conhecer uma mulher, tem de ser mais que
amante perfeito…
Há de se ter o jeito certo ao sair, e
fazer da saudade e das lembranças, todo sorriso…
- O potente, o amante, o homem viril, são homens bons… bons homens de
abraços e passos firmes…
bons homens pra se contar histórias… Há, porém, o homem certo, de todo
instante.
O de depois!
Para conquistar uma mulher,
mais que ser este amante, há de se querer o amanhã,
e depois do amor um silêncio de cumplicidade…
e mostrar que o que se quis é menor do que o que não se deve perder.
É esperar amanhecer, e nem lembrar do relógio ou café… Há que ser mulher,
por um triz e, então, ser feliz!
Para amar uma mulher, mais que entendê-la,
mais que conhecê-la, mais que possuí-la,
é preciso honrar a obra de Deus, e merecer um sorriso escondido, e também
ser possuído e, ainda assim, também ser viril…
Para amar uma mulher, mais que tentar conquistá-la,
há de ser conquistado… todo tomado e, com um pouco de sorte, também ser
amado!”

27 de fevereiro de 2011

Tempo - Lao-Tsu

“Há um tempo para estar na frente,
um tempo para estar atrás,
um tempo para estar em movimento,
um tempo para estar parado,
um tempo para ser vigoroso,
um tempo para estar exausto,
uma tempo para estar em segurança,
um tempo para estar em perigo.
O mestre vê as coisas como elas são,
Sem tentar controlá-las.
Se contentar com o que você tem;
Se alegre com o modo como as coisas são.
Quando você percebe que não há nada faltando,
todo o mundo pertence a você."


Lao-Tsu

20 de fevereiro de 2011

E a Luz?


De vez em quando
Sem entender direito
A luz incandescente
Desaparece
Não sei por que,
Não sei como,
...prá onde vai?
Fico a procurar
Não quero que desapareça
Não me abandone ao breu
desse interstício
Ao suprimir clarão
Outorgaria chaga ao meu coração.
Pois eu,
Despojada de postura estóica
Por demorada ausência
Encontro-me em inospita abstinência
Involuntária, certamente
Da simbiose que me abraça
Docemente.

16 de fevereiro de 2011

Hiatos

Insolentes equinócios, hiatos.
Desejo-te , ainda que ao ocaso.
Não sem querer
que espero as cores do seu crepúsculo.
Cerca-te híade luminosa e meus dias se justificam!
Como é insuportável ver suas nuances sem tocar suas matizes.

(Carmen Eugenio)


15 de fevereiro de 2011

Saber Ouvir



Hoje em dia é cada vez mais raro encontrarmos pessoas dispostas a ouvir verdadeiramente, o outro. Trata-se de uma doação de si mesmo, de compartilhar momentos intensos e verdadeiros com os demais.
Estamos cada vez mais apressados, mais impacientes.
As relações interpessoais são comprometidas dessa forma.
Principalmente com os mais próximos. É comum encontrarmos desentendimentos em família ou com as pessoas no ambiente de trabalho, de estudo.
Onde estaria o cerne desta questão?
Procurei abordar o tema, através de um prisma. Mas existem outros tantos pontos de vista capazes de promover e otimizar a gênese das relações.
Busquei na teoria de Rogers e sua Psicologia Humanista que tem como principal característica uma abordagem que é centrada na pessoa, respostas e caminhos para empreender uma evolução nas relações pessoais.
Os indivíduos possuem dentro de si vastos recursos para a autocompreensão e para modificação de seus autoconceitos, de suas atitudes e de seu comportamento autônomo. Esses recursos podem ser ativados se houver um clima, passível de definição, de atitudes facilitadoras" (ROGERS, 1983, p.38).
Segundo Rogers, há três condições que devem estar presentes para que se crie um clima facilitador de crescimento:
1) - A primeira condição poderia ser chamada de autenticidade, sinceridade ou congruência. O termo "transparente" expressa bem a essência desta condição. Assim, podemos ver claramente quem são as pessoas. "Portanto, dá-se uma grande correspondência, ou congruência, entre o que está sendo vivido em nível profundo, o que está presente na consciência e o que está sendo expresso pela pessoa" (ROGERS, 1983, p.39)
Desta forma, quanto mais sermos nós mesmos na relação com o outro, maior a probabilidade de que o outro mude e cresça de um modo construtivo. Isto significa viver abertamente os sentimentos e atitudes que fluem a cada momento.
2)- O segundo elemento importante na criação de um clima que facilite a mudança é a aceitação, o interesse ou a consideração. É o que Rogers chama de "aceitação incondicional": "Quando temos uma atitude positiva, aceitadora, em relação ao que quer que o outro seja naquele momento, a probabilidade de ocorrer uma mudança aumenta" (ROGERS, 1983, p.39).
É natural que desejemos que o outro expresse os sentimentos que estão ocorrendo no momento, mas este interesse não pode ser possessivo. Devemos ter uma consideração integral pela pessoa.
3) - Por fim, o terceiro aspecto facilitador da relação é o que o autor chama de "compreensão empática". Isto significa que podemos captar com precisão os sentimentos e significados pessoais que o outro está vivendo e comunicar esta compreensão ao mesmo. Obviamente, este tipo de escuta, ativa e sensíve,l é extremamente rara em nossas vidas. Mas também não é impossível de desenvolvê-la.
Desta forma, existe a possibilidade de modificação e transformação das pessoas, que se auto-compreendendo, podem desenvolver plenamente sua potencialidade.
Mas a mudança não ocorre de qualquer jeito, a qualquer momento. É necessário que se crie condições propícias para a transformação. E como estas condições que acabaram de ser descritas podem criar um clima capaz de levar à mudança?
• Segundo ROGERS( 1983) quando somos ouvidos de modo empático e à medida em que somos aceitos e considerados, tendemos a desenvolver maior consideração em relação a nós mesmos, permitindo desta forma, que sejamos propiciadores mais eficientes de nosso próprio crescimento.
A abordagem centrada na pessoa baseia-se na confiança em todos os seres humanos.
"Na natureza tudo se transforma". Indubitavelmente, manifesta-se a evolução.
Portanto, dedique seu tempo a quem você ama. Olhe nos olhos de seus filhos. Escute-os, sem interromper. Dispense instantes a prestar atenção no outro, a ouvir atentamente, mesmo que seja algum colega de estudo ou de trabalho. Desacelere um pouco. A qualidade das relações irá melhorar, você terá um maior suporte emocional e entenderá que a vida continua valendo a pena!





14 de fevereiro de 2011

As lições que a vida me ensinou

• Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno.
• A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.*
• Seu trabalho não cuidará de você quando ficar doente. Seus amigos e familiares sim. Permaneça em contato.
• Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.
• Chore com alguém. Cura melhor que chorar sozinho.
• Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
• Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.
• É bom deixar suas crianças verem que você chora.
• Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a jornada deles.*
• Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar nele.
• Respire fundo. Isso acalma a mente.*
• Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.
• Use coisas novas e boas hoje. Não espere por uma ocasião especial. Hoje é especial.
• Prepare-se mais do que o necessário.
• O órgão sexual mais importante é o cérebro.
• Você é o responsável pela sua felicidade.
• Sempre escolha a vida.
• Perdoe tudo, de todos.
• O que outras pessoas pensam de você, não é da sua conta.*
• O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo.
• As situações mudam.
• Não se leve muito a sério.
• Acredite em milagres.*
• Envelhecer ganha da alternativa – morrer jovem.
• Suas crianças têm apenas uma infância.
• Tudo que verdadeiramente importa, no final, é o que você amou.*
• Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares*
• A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo que precisa.
• O melhor ainda está por vir.*
• Não importa como você se sente. Levante-se, vista-se bem e apareça.
• Produza!
• A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente.*

• ( Escrito por Regina Brett, 90 anos de idade, colunista do The Plain Dealer, Cleveland, Ohio.)

Coloquei * nos ítens em que preciso me  aprimorar!!!

11 de fevereiro de 2011

Sensatez

Ando sobre marés...
as águas levam o tempo
e o tempo nada me traz.
Você, insistentemente,
querendo sobrevir à obliquidade
do meu pretenso auto-controle.
E por que não?
Surja,
rompa distâncias,
desafie hipóteses,
divirta-se volatizando retóricas
de alguma sensatez.
Se pensa, se aposta,
eu junto uns possíveis
com vastos quereres
e dezenas de talvez.
No espelho,
uma esfinge desnuda e atônita
espectadora do elo
com o acaso surreal.

6 de fevereiro de 2011

Muito Prazer!


Caminhando por diversas formas de lucidez
Escuto ao longe um ruído peculiar
Tento reconhecer esse recanto
E distante de mim
Procuro desenhar , delinear e imaginar.
Quem será você?
Diferente de algumas pessoas
Que já me enviaram formatações,
Formulários para preenchimento.
Cic, RG, CEP, estado civil, idade, ocupação profissional, endereço para correspondência, telefone, MSN,
Filhos, preferência religiosa, política e musical etc...
Às vezes, quando fazemos contato com alguém,
a pessoa já quer saber toda a sua vida.
Quer, como pré-requisito de aproximação
A resolução de um questionário.
Quantas vezes queremos apenas estar ou ser...
Sem perguntas, sem promessas, sem delongas...
Prazer, eu sou apenas eu.
Não quero nada além de um 'oi' ou talvez conversar.
Quem sabe suas palavras serão diferentes das que já ouvi?
Quem sabe sua voz, música para meus ouvidos.
Posso apenas ser? Posso apenas estar?
Sem aparatos, retratos, contratos e extratos?
Oi, eu sou alguém que gosta de olhar para o céu.
Tenho sonhos e um violão.
Conheço estradas e solidão.
Carrego vontades e sei sorrir.
Tenho saudades de algumas coisas.
Uma delas é conversar sem tempo prá terminar.
E se outro dia se transformar em muitas horas
Talvez eu adore te ver cada segundo.
Mas, quando me encontrar
Ouça minha respiração
e me entenda sem tanta razão.
Quem sabe o nada vira uma emoção?
(Carmen Eugenio)

Conversei com um Anjo


Essa tarde conversei com um anjo.
Não vi suas asas, mas senti sua pulsação.
Que anjo lindo!
Tão suave, tão sensível, tão etéreo.
Beijou meu coração e desejou-me uma linda vida.
Seus olhos sorriam para mim
E me trouxeram serenidade.
Senti uma imensa vontade de estar ao seu lado.
De ouvir mais palavras
De beber seus gestos
De partilhar mais instantes de sua beleza
De me enamorar de sua gentileza.
Todos os dias, ele traz uma mensagem.
De amor, de esperança, de bondade.
Eu quero estar sempre perto dele
pois com sua presença senti “Felicidade”.
(Carmen Eugenio)

30 de janeiro de 2011

Sonhe (Clarice Lispector)


Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentar sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância
das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

O Mundo é seguro.

Talvez essa seja a principal competência e desafio:  olhar o mundo com afeto,  respeito, compaixão ,  suavidade.   Somente dessa fo...