4 de outubro de 2010

Gosto das tempestades!
São delas que me lembro,
tenho saudades...
Foram elas que mexeram comigo,
me tiraram da zona de conforto,
me obrigaram a amadurecer, a modificar, a ser mais forte..
A tormenta te obriga à atitudes.
Então, estou sempre me atirando! De cabeça!
Não tive tempo, ainda, para pensar se dói.
Não sei se quero pensar em dor ou atravessá-la...
Não sei se quero me esquivar do vento forte ou voar à deriva...
Meu verbo é IR.
Vou indo...
e sempre...
E vou...

                                                     (Carmen Eugenio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Invisível

Você está ali. Todos os dias, você está ali. Você faz o que tem que ser feito. Você apoia, você está presente. Mas o outro não t...