26 de setembro de 2010

A Reboque

Às vezes me sinto estranha
Como se meu momento estivesse um chuvisco
Busco um entendimento
Fujo de acontecimentos
Me perco em pensamentos
Há miopia em meus sentimentos.
E nessa confusão
Destino é meu aposento
Quieto e secreto
Distante de toda euforia
Destoante de qualquer paradoxo.
O infinito está em mim.
Silêncio transmutado em cais.

(Carmen Eugenio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Amor

Ah o amor quantas voltas nos faz dar quantas buscas, encontros e acertos. Quantas idas e vindas permeiam uma história lágrimas,...