Felicidade, essa tal....

Uma coisa me intriga...
Por que existem pessoas que, invariavelmente, alardeiam a própria felicidade?
O fato de insistirem sempre na mesma tecla de que são "FELIZES DEMAIS", soa como um sorriso forçado... Até porque, dissabores, tristezas e decepções são ingredientes inerentes da vida. Ninguém está livre disso. Coexistem com a felicidade.
Acho a felicidade algo tão intenso, mas tão simples ao mesmo tempo.
Um nascer do sol, o sorriso de um filho, o caminhar constante, um carinho, um abraço, um encontro...
São tantos instantes incríveis que, creio ser, essa tal felicidade, não um ente, algo pronto, mas inúmeros momentos felizes. Momentos que, às vezes, podemos não perceber, devido ao nosso estado de espírito.
Quanto mais estivermos com um espírito positivo e observador, mais poderemos perceber e dar valor a tais instantes!
Equilíbrio, tranquilidade e otimismo (fé) participam desse processo de busca de bons momentos.
Portanto, essa tal felicidade, mora ao lado e dentro de nós!
Todos temos o mesmo potencial para a Felicidade. É só senti-la!
Simples assim.
Sem precisar de grandes alardes.
Mas certamente, de constantes celebrações!

Comentários

Postagens mais visitadas