Semana de Arte Moderna 1922


Mário de Andrade abriu a Semana de Arte Moderna, realizada em fevereiro de 1922, em São Paulo, com Paulicéia Desvairada,obra inspirada na própria capital, escrita em linguagem simples, coloquial e irreverente. A público vaiou.
No Teatro Municipal de São Paulo, artistas plásticos, músicos e escritores apresentaram ao público uma nova forma de expressão que representou um marco no Brasil. Uma  ruptura.
O principal objetivo dos artistas e intelectuais do Movimento era romper com as formas clássicas, acadêmicas e com os padrões antigos que imperavam no cenário nacional e promover uma profunda renovação na seara cultural e artística, sem, entretanto, perder de vista as notas da brasilidade.
Acompanhando a vanguarda européia, os artistas foram influenciados esteticamente por movimentos como o Cubismo e o Expressionismo.
Participaram da Semana artistas que iniciaram o Modernismo no Brasil: Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos entre outros.

Comentários

  1. Ótimo texto, Carmen! Como você, fiz uma nota sobre este momento histórico em meu blogue, já que estamos em vias de comemorar os 89 anos desse movimento. Fico imaginando o choque provocado por esta reviravolta estética quando a sociedade paulistana se deparou com os quadros da Anita e do Di Cavalcanti! Abração!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Postagens mais visitadas