Páginas

14 de abril de 2010

Semana de Arte Moderna 1922


Mário de Andrade abriu a Semana de Arte Moderna, realizada em fevereiro de 1922, em São Paulo, com Paulicéia Desvairada,obra inspirada na própria capital, escrita em linguagem simples, coloquial e irreverente. A público vaiou.
No Teatro Municipal de São Paulo, artistas plásticos, músicos e escritores apresentaram ao público uma nova forma de expressão que representou um marco no Brasil. Uma  ruptura.
O principal objetivo dos artistas e intelectuais do Movimento era romper com as formas clássicas, acadêmicas e com os padrões antigos que imperavam no cenário nacional e promover uma profunda renovação na seara cultural e artística, sem, entretanto, perder de vista as notas da brasilidade.
Acompanhando a vanguarda européia, os artistas foram influenciados esteticamente por movimentos como o Cubismo e o Expressionismo.
Participaram da Semana artistas que iniciaram o Modernismo no Brasil: Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos entre outros.

Um comentário:

  1. Ótimo texto, Carmen! Como você, fiz uma nota sobre este momento histórico em meu blogue, já que estamos em vias de comemorar os 89 anos desse movimento. Fico imaginando o choque provocado por esta reviravolta estética quando a sociedade paulistana se deparou com os quadros da Anita e do Di Cavalcanti! Abração!

    ResponderExcluir

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Eu e minha irmã Valéria, festando claro!

Eu e minha irmã Valéria, festando claro!
Ocorreu um erro neste gadget